28 de mai de 2010

18

Acordou com fome. Comeu. Depois teve sede. Bebeu. E ainda veio o frio. Se aqueceu. Com ele a inspiração. Escreveu. Com ela a revolta. Rasgou. De repente veio a responsabilidade. Trabalhou. Em seguida a saudade. Ligou. E a vontade de encontrar. Convidou. E a espera quase eterna. Beijou. E assim veio o desejo. Trepou. Seguido disso, a preguiça. Descansou. Sentiu-se sufocada. Se despediu. E logo após veio a fome. Comeu. Depois teve sede. Bebeu. E ainda veio o frio. Se aqueceu. Com ele a inspiração. Escreveu. Com ela a revolta. Rasgou. De repente veio a responsabilidade. Trabalhou. Em seguida a saudade. Ligou. E a vontade de encontrar. Convidou. E a espera quase eterna. Beijou. E assim veio o desejo. Trepou. Seguido disso, a preguiça. Descansou. Sentiu-se sufocada. Se despediu. E logo após veio a fome. Comeu. Depois teve sede. Bebeu. E ainda veio o frio. Se aqueceu. Com ele a inspiração. Escreveu. Com ela a revolta. Rasgou. De repente veio a responsabilidade. Trabalhou. Em seguida a saudade. Ligou. E a vontade de encontrar. Convidou. E a espera quase eterna. Beijou. E assim veio o desejo. Trepou. Seguido disso, a preguiça. Descansou. Sentiu-se sufocada. Se despediu. E logo após veio a fome...

* Baseado em fatos irreais
** To be continued

Nenhum comentário: