17 de jun de 2010

30

O primeiro amor. Difícil dizer. Ela com dois anos andava de mãos dadas com um menininho da creche. Depois, no primeiro ano, disputava a atenção do menino mais bonito com as amiguinhas.
Ficou anos apaixonada pelo mesmo garoto entre idas e vindas com outros romances.
E o objeto de sua paixão, nunca lhe deu um beijinho sequer.
Namorou uma vez, sem que o rapaz soubesse disso (o que valeria uma memória à parte).
Mas neste momento em particular, depois de anos entre amores platônicos, relacionamentos rápidos e confusões entre amizade e amor, ela podia afirmar que estava amando e sendo amada, com a compreensão que poucos conseguem ter ao longo da vida.
Serena, deitada ao lado dele, ela sentia que tudo estava bem, mesmo não estando de fato.

* Baseado em fatos irreais
** To be continued

Nenhum comentário: