18 de mai de 2010

3

Não tem carteira de motorista, prefere os ônibus. Olhar a paisagem, as pessoas. Costuma criar vídeo-clipes imaginários com as imagens correndo pelo vidro. Gosta de sentar na janela, mesmo quando só tem lugar do lado com sol. Gosta de sentir o calor, a pele esquentando...
Brinca que tem o iPod com maior capacidade do planeta, sua mente. E mentaliza trechos de qualquer música que queira, normalmente não canta em voz alta. Mas quando o ônibus está mais vazio ela cantarola baixinho, guardando pra si a cena de um musical, onde ela canta alto recebendo sorrisos de aprovação do trocador, deixando os poucos passageiros encantados com sua voz, que na fantasia, é como a das sereias.

* Baseado em fatos irreais
** To be continued

Um comentário:

PH! disse...

To adorando a história. Tem coisas que a personagem faz que parece comigo.