21 de mai de 2010

9

"Pronto", pensou ela. "Agora que consegui, agora que estou aqui, o que que eu faço?". Olhou em volta, a praia estava um tanto deserta. Sentada num dos bancos de cimento, virada pro mar, tentando superar seu desconforto de sair sem companhia, tentou fazer do momento algo realmente prazeroso. Queria ser como essas pessoas descoladas que gostam de fazer coisas sozinhas, mas ela é do tipo que vive melhor em bando. De tempos em tempos ela faz uma tentativa. E é sempre assim: quando sai de casa, se sente bem, livre, independente. Depois, é uma questão de se esforçar pra fazer o passeio continuar rendendo.

Virou-se pro lado da rua, cruzou as pernas como quem medita e puxou o celular do bolso. "Ju, tá de bobeira?".

* Baseado em fatos irreais
** To be continued

Nenhum comentário: