26 de jun de 2010

34

Subiu no ônibus e deu bom dia pro motorista como de costume. Atrapalhado com o trânsito ele não respondeu. Seguiu em direção ao trocador e lhe sorriu um bom dia amoroso que foi ignorado.
Acabou sentando-se contrariada, pensando na vida daquela pessoa. Devia estar ali trabalhando desde cedo, por um salário ínfimo. Mas se encontrou durante a vida tantos trocadores simpáticos, aquilo não devia bastar como desculpa para mau humor.
Pensou então que poderia ser problemas em casa, mas quem não os tem?
No final das contas, ficou quieta, imaginado como seria puxar assunto, dar um pouco de atenção pra ele. Dizer: "ponha um sorriso no rosto, meu rapaz!".
Ela mesma sempre se animava quando alguém lhe sorria pelo caminho. Mas como não era muito de tirar as idéias da imaginação, abriu a bolsa e pegou um livro pra ler.


* Baseado em fatos irreais
** To be continued

Nenhum comentário: