21 de jul de 2014

73

Ela tinha uma facilidade enorme com idiomas. Com seu avô aprendeu italiano. Desde pequena se acostumou aos avós, tios e primos falando somente em italiano nos almoços de domingo.
Na escola, aprendeu espanhol e fez curso de inglês na adolescência.
No final da faculdade, conheceu um francês. Foi uma paixão avassaladora que a levou a passar 6 meses na França, conhecer a Europa e criar um vínculo de amor com Paris que continuou vivo mesmo depois do tal francês a deixar em Nice sem o dinheiro da passagem de volta. 
Por um momento pensou em não voltar, em tentar fazer dar certo nesse novo país, mas seu coração ficou tão machucado que só o colo de sua mãe resolveria. Depois de algumas ligações a cobrar que custariam uma fortuna para sua mãe e alguns outros telefonemas, ela conseguiu voltar, mas sempre fantasiou retornar à sua cidade preferida.
Anos depois, quando já estava prestes a se casar, recebeu uma prosposta tentadora. Dos sonhos, na verdade: ir para Paris ser uma espécie de scout literária. Ela passou dias pensando, sem dormir, olhando pro seu amado e pensando em como dizer a ele que estava tentada a ir, pensando em pedir pra ele ir com ela... Mas quando a indecisão ficou insuportável, veio a notícia: ela estava grávida.

* Baseado em fatos irreais
** To be continued

Nenhum comentário: